6 dicas importantes para homens que desejam realizar cirurgia plástica – GQ

0
53

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Com a crescente valorização da autoimagem, a cirurgia plástica acompanha essa onda. Somente em 2017, mais de 1,3 milhão de procedimentos estéticos foram realizados em homens, de acordo com relatório da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos. Os procedimentos mais procurados incluem a blefaroplastia (cirurgia para correção das pálpebras), o lifting facial, a rinoplastia, a aplicação da toxina botulínica e o preenchimento.

6 dicas importantes para homens que desejam realizar cirurgia plástica (Foto: Getty Images)

“Os cuidados estéticos direcionados aos homens podem ser tanto preventivos, como a aplicação da toxina botulínica e do peeling, quanto corretivos, a exemplo da rinoplastia e da blefaroplastia”, afirma o cirurgião plástico Dr. Mário Farinazzo, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Apesar disso, grande parte dos homens ainda possui dúvidas com relação a segurança e aos resultados dos procedimentos. Então, para ajudar nesses casos, reunimos um time de especialistas para dar dicas importantes que vão tranquilizar e aumentar a confiança do homem quanto a realização de uma futura cirurgia plástica. Confira abaixo:

Escolha o profissional corretamente

Para evitar complicações e riscos à saúde, é fundamental que você se certifique de que o procedimento será realizado por um profissional especializado, que deve possuir habilitação em cirurgia plástica e credenciais para execução segura do procedimento. “Para ter certeza disso, uma boa dica é visitar o site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Lá é possível pesquisar o nome do médico que realizará o procedimento e verificar se ele está devidamente credenciado junto à instituição. Além disso, vale a pena também procurar por outras pessoas que já tenham passado por procedimentos com o seu médico e verificar qual foi a experiência delas”, recomenda a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Isaps (International Society of Aesthetic Plastic Surgery).

Converse com seu médico

Converse com seu médico – antes de toda e qualquer cirurgia plástica, e até mesmo de procedimentos estéticos menos invasivos, é fundamental que você aproveite as consultas para esclarecer todas as suas dúvidas. “Pergunte tudo o que desejar ao cirurgião, seja sobre os custos, o pré e o pós-operatório, a anestesia, a duração do procedimento, o local da cirurgia e as complicações. Além disso, comunique seu médico sobre qualquer tipo de alergias ou doenças que você tenha e medicamentos que você use”, afirma o Dr. Mário.

Nesse primeiro momento, é importante também que você esclareça ao médico suas expectativas e desejos quanto ao procedimento. “A decisão pela cirurgia é importante e, por isso, suas prioridades devem estar bem claras. É preciso ter expectativas realistas sobre o resultado da cirurgia e ser honesto consigo mesmo sobre o que deseja. O cirurgião está lá para ouvir, oferecer conselhos e opções para ajudá-lo a alcançar o resultado desejado”, diz o Dr. Paolo Rubez, cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Porém, é importante também que você escute seu médico, já que apenas ele poderá realizar uma avaliação e dizer se o procedimento que você deseja realizar é realmente o mais adequado para o seu caso, oferecendo, se necessário, alternativas ao tratamento.

Verifique as condições do local onde a cirurgia será realizada 

“Fique atento se o médico recomendar que a cirurgia plástica seja realizada em apartamentos, residências ou clínicas de estética, pois esses locais não possuem a estrutura adequada para realização de procedimentos médicos. De modo geral, o ambiente hospitalar é o lugar mais seguro para realização de qualquer procedimento cirúrgico e o único local onde as cirurgias plásticas devem ser realizadas”, alerta a Dra. Beatriz.

Siga os cuidados recomendados para o pré-operatório 

A segurança e o sucesso do procedimento não dependem apenas do médico e da operação, sendo o período pré-operatório também de extrema importância para evitar problemas durante e depois da cirurgia.  Por isso, é fundamental que você realize todos os exames solicitados por seu médico e tome alguns cuidados antes de entrar na sala de cirurgia. “Dessa forma, nas duas semanas que antecedem a cirurgia, é fundamental que você evite fumar e ingerir bebidas alcóolicas, mantenha uma dieta balanceada, hidrate-se, pratique exercícios físicos sem excessos, interrompa o uso de qualquer medicamento com princípios ativos anticoagulantes e fique em jejum nas horas que precedem a cirurgia”, destaca o Dr. Mário Farinazzo.

Informe-se sobre os cuidados pós-operatório

Independentemente do quão bem for a cirurgia, os resultados podem ser comprometidos caso as recomendações pós-operatórias não sejam seguidas à risca. Por isso, atente-se aos conselhos de seu médico e esclareça todas as suas dúvidas. “É importante entender que qualquer cirurgia requer um determinado tempo de recuperação, portanto algumas atividades precisarão ser temporariamente suspensas. Voltar ao trabalho antes do período indicado, por exemplo, pode fazer com que a recuperação seja mais lenta, então permaneça em repouso. Além disso, as atividades físicas devem ser suspensas por cerca de 3 a 4 semanas após o procedimento. É importante também que você mantenha os hábitos saudáveis, evitando fumar e beber e adotando uma alimentação balanceada”, recomenda o Dr. Paolo Rubez.

Saiba o que esperar após a cirurgia

É fundamental que você pergunte ao médico quais as complicações e possíveis sintomas que podem surgir após a realização do procedimento cirúrgico. Dessa forma, você poderá diferenciar as alterações naturais do organismo daquelas que devem ser alertadas ao médico imediatamente. Os homens, por exemplo, são mais propensos ao desenvolvimento de hematomas, o que é perfeitamente normal após cirurgias plásticas. “Edemas também podem surgir no pós-operatório, assim como descoloração cutânea da área operada, que raramente é permanente, sendo necessário que você utilize filtro solar diariamente nos meses que seguem o procedimento. Dores pós-operatórias também são esperadas, podendo variar de intensidade de acordo com o tipo da cirurgia. Qualquer tipo de alteração que fuja dessas citadas devem ser comunicadas ao médico imediatamente, pois podem ser sinal de que algo está errado com o seu organismo”, completa a Dra. Beatriz Lassance.

Por fim, se mesmo após saber de todos esses cuidados você ainda não se sente preparado para enfrentar uma cirurgia plástica, lembre-se que existem muitas opções disponíveis de tratamento estéticos não invasivos e cabe ao seu cirurgião oferecer conselhos sobre qual é a melhor solução para seu objetivo. “Os procedimentos estéticos não cirúrgicos podem ser boas alternativas para pessoas que buscam fazer pequenos ajustes, como alterar a harmonia facial e amenizar os sinais de envelhecimento. Dessa forma, é possível alcançar bons resultados para postergar ou até dispensar as grandes cirurgias”, finaliza o Dr. Paolo Rubez.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda