A difcil arte de comer de forma saudvel

0
87

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.
(foto: Edsio Ferreira/EM/D.A Press)

Uma situao complicada,  medida que vou ficando mais velho e quanto mais estudo, de que vou ficando com mais dificuldade de responder a uma pergunta simples e frequente. Quando me perguntam o que seria uma dieta saudvel, tenho grande dificuldade de responder com base cientfica. No que esse assunto no venha sendo pesquisado exausto, mas pelas dificuldades dos estudos cientficos serem capazes, de forma inequvoca, de sanar as questes de forma conclusiva.

Muitos estudos sobre alimentao e risco sade so publicados o tempo todo na literatura cientfica. So divulgados com grande alarde pela mdia e se alastram rapidamente na internet. Mas frequentemente apresentam grandes limitaes metodolgicas e esses estudos no conseguem excluir vrios fatores de confuso que acabam comprometendo a interpretao dos resultados. Muitas vezes se baseiam em estudos de associao e as pesquisas no conseguem de forma direta relacionar com clareza o fenmeno de causa e efeito. A mensagem que fica na percepo do senso comum na populao geral a de que, ao serem divulgados os dados dos estudos na rea da nutrio, fica sempre a impresso de que o alimento ‘A’ mais saudvel, e que o alimento ‘B’ prejudicial sade. Isso acaba ocorrendo mesmo que as pesquisas divulgadas no tenham como tirar essas concluses de maneira simplista e direta como aparecem nas manchetes.

Todas as pessoas comuns tm boa inteno em querer se alimentar de modo mais saudvel possvel. Hoje em dia, entretanto, cada vez mais vejo as pessoas adotarem os mais diversos tipos e estruturas de dieta (vegano, vegetariano, low carb, low fat, dieta cetogenica, dieta paleoltica, jejum intermitente, etc) e passam a defender, com ‘unhas e dentes’, de forma passional, seu modo de se alimentar como se defende uma religio ou um time de futebol, guardada as devidas propores, mesmo que as evidncias da literatura nos levem a mais dvidas do que certezas.

Aps uma palestra no encontro da Associao Americana de Cardiologia em 2018, o doutor Frank B. Hu, MD, PhD do departamento de nutrio e epidemiologia de Harvard, deu uma entrevista, na qual comentou que de fato no existe uma dieta nica que possa se encaixar igual para todo mundo. Ele disse ainda que pode-se combinar alimentos de vrias maneiras flexveis para alcanar padres alimentares saudveis que podem ser adaptados para atender s necessidades individuais de sade, preferncias alimentares e tradies culturais ou religiosas. Recomendou ainda que, tanto os autores, os peridicos cientficos e a mdia em geral deveriam evitar o sensacionalismo e exagero nos resultados das pesquisas.

O pesquisador de Harvard comentou que estudos recentes no so necessariamente melhores ou mais confiveis do que os anteriores e sempre importante observar a totalidade das evidncias dentro de um assunto. Quando questionado sobre qual conselho daria para as pessoas confusas sobre pesquisa em nutrio, Frank Hu disse: ‘Ao ver uma manchete sensacionalista sobre nutrio, pergunte o quo confivel o estudo e como ele se encaixa no restante da literatura. A pesquisa cientfica um processo em evoluo e as contradies entre os estudos publicados so inevitveis e fazem parte do mtodo cientfico mas essa contradies trazem confuso para o pblico, uma vez que a mdia tende a simplificar demais os estudos e o contexto das linhas de pesquisa. Portanto, importante ser ctico ao ver a divulgao de dietas mgicas ou perfeitas, ou opinies exageradas sobre estudos nutricionais”.

Mesmo com todas as incertezas, fica ainda mais difcil querer comparar e estabelecer as dietas como uma disputa competitiva em um modelo de ‘campeonato’. Mas existe sim este tipo de classificao. Periodicamente, h 10 anos, o painel ‘US News and World Report’ divulga um ranking das melhores dietas. Nesse painel, um grupo constitudo de 25 juzes, entre eles o diretor fundador do Centro de Pesquisa em Preveno da Universidade de Yale, doutor David Katz. O ‘US News and World Report’ analisa vrias caractersticas que incluem equilbrio, manuteno, palatabilidade, convivncia familiar, sustentabilidade e sade.

Pelo terceiro ano seguido, a ‘dieta mediterrnea’ recebeu a melhor pontuao nesse ranking das dietas em todos os quesitos avaliados. Essa mesma dieta tambm conquistou o primeiro lugar na melhor estratgia para uma alimentao saudvel, na dieta mais fcil de seguir, na melhor dieta baseada em plantas e na melhor dieta para diabetes.

Outra dieta bem avaliada foi a DASH (Abordagem diettica para parar a hipertenso), criada nos final dos anos 1990 pelo NHLBI (Instituto Nacional do Corao, Pulmo e Sangue) nos Estados Unidos, para controlar a presso arterial. Sua premissa simples, a de comer mais vegetais, frutas e laticnios com baixo teor de gordura e reduo de qualquer alimento rico em gordura saturada e limitao da ingesto de sal. Apesar de atualmente muito badalada, a famosa dieta cetognica, nesse ranking, ficou em ltimo lugar entre as 35 dietas avaliadas e um pouco frente da obscura dieta Dukan.

Mesmo assim, a dieta cetogncia ficou em terceiro lugar no quesito entre as dietas que levam a perda de peso mais rpido. Eu, particularmente, no gosto deste tipo de ranking e fico de fora dessa discusso de qual dieta melhor ou pior. No consigo ver esse assunto como uma competio e o assunto muito mais complexo do que parece. Prefiro usar o bom senso de evitar os excessos de sal, acar e produtos ultraprocessados. Gosto da definio do jornalista americano Michael Pollan, que fala em comer comida de verdade e alimentos menos industrializado possvel. Pollan sugere que o ato de cozinhar teria o poder de nos tornar mais saudveis e cunhou essa tima frase: ‘no coma nada que sua av no reconhea como comida‘.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda