A diversidade no mundo das séries

0
14

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Cá estamos nós!

Dentro da lista de paixões que eu tenho, há um item que de pronto me deixa muito feliz de compartilhar com vocês: séries! Sendo um adolescente com bastante tempo livre e uma série de questionamentos profundos na cabeça, eu mergulhava em seriados para sair um pouco da minha realidade. Assistindo séries e filmes eu aprendi muita coisa, desde falar um novo idioma a minha sexualidade.

Acredito que o mundo de séries e filmes mostrou para muitas pessoas LGBTs que elas não estavam sozinhas, e que seus afetos e identidades eram possíveis. Tão possíveis que estavam ali, sendo retratadas naquele seriado. Pensando nisso, resolvi fazer uma lista de séries que apresentaram personagens LGBTs, temáticas relevantes para comunidade e te proporcionarão um olhar sensível e real sobre essas pessoas.

Pose

Pose é história, em diversos sentidos. A série começa apresentando o maior elenco de pessoas trans da história da televisão para retratar o cenário LGBT+ estadunidense na década de 80/90. Com bastante influência do filme-documentário ‘Paris Is Burning’ (que vale muito a pena conferir!) Pose conta a história de pessoas LGBTs que foram expulsas de casa, formavam sua própria família e se ‘enfrentavam’ nos ballrooms, espaço onde havia muita música, glamour e apresentações. Um espaço seguro, berço do voguing, onde pessoas LGBTs se sentiam seguras para serem elas mesmas. Enquanto tinham os balls para celebrar, a marginalização de pessoas LGBT+ era (e ainda é) uma realidade. E a luta pela garantia de direitos também. Pose fala sobre muita coisa e vale a pena dar uma conferida. Disponível em: Netflix

Special

Special é uma série, definitivamente, especial (sempre intencional…). Baseada no livro Especial (título em inglês I’m Special: And Other Lies We Tell Ourselves) conta a história de Ryan, um jovem gay e com uma leve paralisia cerebral que decide fazer tudo aquilo que sempre desejou, mas adiava. Sua busca por independência acaba o levando a uma pequena mentira: sofreu um acidente, que resultou sua deficiência. Uma série muito sensível, divertida com episódios curtos, Special foi estrelada, produzida e escrita por Ryan O’Connel. Disponível em: Netflix

One Day At Time

One Day At Time é uma das minhas séries favoritas. Remake da série de mesmo nome lançada na década de 70, One Day At Time pode ter uma base ‘antiga’, mas as temáticas trazidas pela série no remake, não. Em resumo, One Day at Time conta a história dos Alvarez, uma família cubano-estadunidense, onde cada membro vai construindo sua jornada de maneira ímpar. Elena, filha mais velha de Penélope, é uma jovem muito inteligente, prestes a completar 15 anos e se vê sendo confrontada pelas tradições da comemoração de sua quinceañera e o questionamento de sua sexualidade, considerando que veio de uma família tradicional. Mesmo não sendo a temática central, a série aborda com muito cuidado o processo de descoberta e aceitação da sexualidade de Elena. ALERTA DE SPOILER: Elena namora com uma pessoa não-binária no decorrer da série. E é super fofo. Disponível em: Netflix (disponível até 3ª temporada)

The L Word/The L Word: Generation Q

Se Pose é história, The L Word é histórica. Lançada em 2004, The L Word foi a primeira série estadunidense que retratava um grupo de mulheres lésbicas e bissexuais. Apesar de ter algumas questões a serem discutiras nos dias de hoje, a série fez história. Inclusive, a série também retratou a história de Max, um dos primeiros homens trans que eu vi na televisão. E o que corrobora a importância da série foi sua continuação, anunciada ano passado, alguns dias depois do aniversário de 15 anos. O que me leva a falar de The L Word: Generation Q.
A continuação teve sua primeira temporada lançada esse ano, com parte do elenco anterior e trazendo novos personagens e novas histórias. Além da nostalgia de rever personagens que marcaram, conheceremos novas histórias, com temáticas super atualizadas. Disponível em: Globoplay e Amazon Prime Vídeo, respectivamente.

Confesso que tenho mais algumas aOne qui que gostaria de dividir com vocês e, se eu continuar certamente ficarei cada vez mais longe do fim, mas veja, colocarei o nome de algumas outras séries com personagens ou que abordaram a temática LGBT+.

Queer as folk, Transparent, Orange Is The New Black, Please Like Me, Sense8, Hollywood, Brooklyn Nine-Nine…

E para por aí? Não! Mas eu vou ficando por aqui. Me conta aí a sua série preferida, vamos trocar figurinha! E continuamos abertos para sugestões de temática, entra em contato conosco, será um prazer.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda