Alimentação sazonal: entenda os benefícios da prática para você e para o planeta – Vogue

0
54

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Alimentação sazonal: entenda os benefícios para você e para o planeta (Foto: Coco Capitan / Art Partner)

Dieta keto, plant based, cetogênica. Quando se trata de alimentação saudável, parece haver uma nova tendência surgindo a cada minuto – mas será que alguma delas é realmente boa para nós? Antes de olhar para o futuro, então, talvez devêssemos olhar para trás para um dos métodos mais antigos: comer sazonalmente – algo que a humanidade tem praticado desde o início dos tempos, mas que antes era só chamado de “comer”.

Comer sazonalmente não é apenas melhor para você, visto que a comida tende a ser mais fresca, portanto, mais rica em nutrientes, é melhor para o planeta, pois reduz os custos de produção e transporte. Para saber mais, falamos com a terapeuta nutricional e especialista em alimentação saudável Amelia Freer.

O que é comer sazonalmente?
“Comer sazonalmente significa consumir alimentos logo após serem colhidos na área local. A definição de “local” varia, mas geralmente significa alimentos cultivados em seu próprio país ou em vizinhos internacionais próximos. No entanto, local também pode significar hiperlocal, e há um número crescente de lojas e restaurantes que compram a maioria de seus ingredientes a poucos quilômetros de seu estabelecimento. Este abastecimento hiperlocal também significa hipersazonal, uma vez que a produção mudará consideravelmente de acordo com as estações”.

De onde veio a expressão “alimentação sazonal”?
“Ela surgiu do nosso desejo de nos reconectar aos padrões da natureza e do crescimento. A sazonalidade era dada, pois nenhum outro alimento além daqueles que estavam crescendo, ou podiam ser pescados localmente, estava disponível. Isso significa que nossas dietas nas últimas centenas de anos foram bastante brandas e repetitivas por meses a fio [agora elas podem ser mais variadas graças a maior variedade de frutas e vegetais cultivados ao longo do ano]”.

Por que esse hábito está ressurgindo?
“O último século assistiu a uma grande mudança na forma como produzimos, fabricamos e processamos alimentos, cada vez mais nos desconectando da natureza cíclica do cultivo. Mas isso tem afetado tanto o meio ambiente quanto a nossa saúde, então não é de se admirar que estejamos começando a pensar mais sobre isso e queiramos nos corrigir suavemente de volta a um curso mais conectado.

“A alimentação sazonal certamente não se limita a pessoas privilegiadas ou países desenvolvidos. É uma necessidade absoluta para milhões de pessoas em todo o mundo que dependem do cultivo de suas próprias safras para se alimentar e alimentar suas famílias. O conhecimento íntimo e especializado do padrão cíclico do ano de cultivo, com seus fluxos e refluxos de diferentes safras, é essencial para a sobrevivência”.

Quais são os benefícios da alimentação sazonal para a saúde?
“O principal benefício é que comer sazonalmente significa que provavelmente também comeremos alimentos recém-colhidos no ponto de maturação e transportados para os nossos pratos no mínimo de tempo. Isso pode ajudar a otimizar a concentração de certos micronutrientes e fito nutrientes contidos no produto, e muitas vezes tem um sabor melhor também (já que as safras não foram seletivamente criadas e cultivadas para sua longa vida de prateleira e transportabilidade acima do sabor ou valor nutricional). Mas talvez mais importante é a variedade de produtos, que é a chave aqui em termos de benefícios para a saúde.

“Com fontes internacionais, agora podemos comer os mesmos cinco vegetais e cinco frutas dia após dia durante todo o ano, sem exceções. Eles estão sempre disponíveis nos supermercados, independentemente do custo ou da duração da viagem. No entanto, como humanos, evoluímos para comer uma dieta extremamente variada e abrangente, desfrutando de centenas (senão milhares) de plantas diferentes ao longo do ano. Sazonalidade significa variedade, e variedade de produtos significa variedade de nutrientes. É essa variedade que pode nos ajudar a nos proteger contra o risco de sobrecarga ou deficiência nutricional e está no cerne do que queremos dizer quando falamos sobre dietas ‘balanceadas’”.

Por que é melhor para o planeta?
“Esta resposta não é, na verdade, tão direta como pode parecer à primeira vista. Se pudéssemos tolerar comer apenas alimentos sazonais, cultivados localmente, isso provavelmente teria o impacto mais benéfico sobre o meio ambiente.

“Cultivar o seu próprio alimento é a melhor maneira de aderir a ideia, mas se não for possível, em muitos lugares do mundo hoje podemos comprar caixas de frutas e vegetais de produtores locais. Mas, para muitas pessoas, isso é um pouco repetitivo e, portanto, alguns produtos importados são necessários. A chave aqui é calcular o custo ambiental total de produção e transporte. É improvável que seja ambientalmente melhor cultivar tomates em estufas aquecidas no Reino Unido do que enviá-los da Espanha, onde podem crescer sob o calor natural do sol, por exemplo. E então precisamos levar em consideração embalagem, custo e mão de obra entre uma infinidade de outras considerações. Embora sim, certamente é uma boa ideia de uma perspectiva ambiental comer mais sazonalmente, vai um pouco além da vida real.

“No geral, no entanto, comprar e comer de forma sustentável começa com uma consciência e vontade de questionar nossos hábitos de compra estabelecidos há muito tempo – ler rótulos, fazer perguntas, fazer nossa própria pesquisa e decidir que cuidar do meio ambiente será uma prioridade quando comprarmos. Não se trata de ser perfeito, mas de ter a mente aberta o suficiente para mudar, pouco a pouco”.

Qual é o maior equívoco sobre a alimentação sazonal?
“O maior equívoco é que é caro, ou apenas para os poucos que podem comprar exclusivamente em mercados de produtores orgânicos. Isso é o mais longe possível da verdade. Compreender a sazonalidade nos dá uma vantagem quando se trata de fazer um orçamento para a loja semanal. Os ingredientes sazonais estão, por definição, disponíveis em maior abundância, o que quase sempre significa que custam menos. Isso se reflete nos supermercados, bem como nas mercearias e em outros mercados. Comer sazonalmente pode ser a maneira mais barata de comer, desde que saibamos o que procurar e quando”.

Como você pratica isso em sua própria vida?
“Eu faço o meu melhor para minimizar a compra de alimentos que foram transportados por via aérea (estou um pouco menos preocupado com aqueles que podem viajar por mar, pois o impacto ambiental é menor) e aqueles que podem ter contribuído para o desmatamento por meio de nossa demanda crescente por culturas tropicais.

“Há, no entanto, uma variedade de alimentos que armazenam bem por longos períodos (como leguminosas, grãos integrais, nozes, sementes, óleos, raízes e alimentos congelados ou enlatados) com os quais eu não me preocupo muito com a sazonalidade. Eles podem ser colhidos apenas uma vez por ano, mas podemos apreciá-los durante todo o ano, sem nos preocupar se são sazonais ou não”.



Fonte