Bebê morre em hospital na Zona Norte de SP e erro em laudo médico impede família de retirar o corpo | São Paulo

    0
    16

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    Pais de um bebê de cinco meses, morto na última segunda-feira (10) em um hospital municipal da Zona Norte de São Paulo, não conseguem sepultar o filho. O médico que atestou o óbito preencheu de forma errada o documento, o que impediu a liberação do corpo. A família ainda relata não ter sido informada pelo hospital sobre o que teria provocado a morte da criança.

    “A família quer se despedir da maneira certa e não tão rápido”, diz Rairison Biondi, pai da criança. ” Para mim isso está sendo uma dor imensa, uma dor assim que eu não consigo nem explicar”, diz Jucilene Santos da Silva.

    Questionada, a secretaria municipal de Saúde disse à reportagem que a criança chegou morta ao hospital. A informação, porém, não tinha sido dada aos pais da criança.

    Ainda de acordo com Biondi, ele e a esposa perceberam que o bebê não estava bem na manhã de segunda-feira (10). Eles deram entrada no Hospital Municipal da Vila Maria por volta das 8h.

    Cerca de uma hora depois, a morte foi confirmada. Mas o médico que atendeu a família não fez o atestado de óbito. A guia de encaminhamento do corpo foi assinada pelo medico Luis Antônio de Araújo.

    No documento, obtido pela reportagem, ele não relatou a causa da morte. E não preencheu o formulário de forma correta, o que impediu a liberação do corpo. A liberação só ocorreu por volta das 8h desta terça-feira (11).



    Fonte



    Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


    Lima & Santana Propaganda