Cirurgia ortognática proporciona qualidade de vida e autoestima para pacientes

0
35

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Saúde e estética




Ruy Veras Filho, cirurgião bucomaxilofacial da Odontogalerie, explica detalhes do procedimento

Foto: divulgação

Autoestima, melhorias na saúde e qualidade de vida do paciente. Estes são os resultados da cirurgia ortognática, uma especialidade odontológica para corrigir a mordida, a estética facial e distúrbios, como a apneia do sono, em que há a obstrução parcial ou total das vias aéreas, causando paradas repetidas e temporárias da respiração durante o sono. “O posicionamento inadequado da mandíbula ou da maxila pode prejudicar não só a aparência, mas também aspectos vitais, como funcionamento das articulações Temporomandibulares (ATM), respiração, saúde dos dentes e tecidos adjacentes, além da questão psicossocial, que envolve aspectos psicológicos e sociais. É aí que há a necessidade da cirurgia ortognática”, explica o cirurgião bucomaxilofacial Ruy Veras Filho, da Odontogalerie, em João Pessoa.

O procedimento devolve a função e a estética dos pacientes com deformidades dentofaciais, por meio do reposicionamento dos maxilares. “É uma técnica utilizada para corrigir alterações nos maxilares, conhecidas como deformidades dentofaciais, que podem causar distúrbios na mordida, articulações e respiração. A cirurgia ortognática é um procedimento estético-funcional capaz de restaurar a harmonia facial e a função mastigatória”, explica Ruy.

Segundo ele, a principal indicação é a desarmonia entre o maxilar e a mandíbula. “Caso não haja fatores contra indicativos para realizar o procedimento e já tenha finalizado o processo de maturação óssea, o paciente já pode realizar a cirurgia”, conta Ruy, que pontua os primeiros passos para identificar a necessidade do procedimento. “A análise computadorizada por meio da tomografia em 3D proporciona a previsibilidade dos resultados e a possibilidade de simular diferentes alternativas de tratamento de uma maneira simples e rápida. É um exame de fundamental importância para o planejamento virtual da cirurgia”, explica.

Em seguida, após a indicação pelo cirurgião bucomaxilofacial, é necessário alinhar os dentes com acompanhamento do ortodontista. “Isso é indispensável e deve ser realizado sempre sob o cuidado do ortodontista para ter o encaixe correto quando os maxilares forem reposicionados pela cirurgia. É necessário fazer este preparo ortodôntico, onde o especialista vai descompensar e alinhas os dentes nas bases ósseas e preparar a oclusão do paciente. Já o cirurgião bucomaxilofacial é o responsável por reposicionar os ossos da face de forma que os dentes e os maxilares estejam corretamente alinhados. É um trabalho de equipe”, pontua Ruy.

Pós operatório – Com avaliações e planejamento, o procedimento é realizado em ambiente hospitalar com 24 horas de internação. Segundo Ruy, o pós operatório é sempre acompanhado pelo cirurgião. “Alguns cuidados também deverão ser tomados para garantir uma boa recuperação. Além de medicação específica e boa alimentação, o paciente deverá fazer repouso das atividades por até 10 dias”, explica o profissional.

Para saber mais sobre a cirurgia ortognática e os benefícios para a saúde e estética, a Odontogalerie fica na Avenida Monteiro da Franca, 424 – Manaíra. O telefone é (83) 3031-0055.

Assessoria





Fonte