cirurgia plástica do nariz minimamente invasiva já é realidade

0
21

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

A Rinoplastia é uma das cirurgias plásticas mais procuradas entre os brasileiros, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. O procedimento consiste em modificar ou corrigir três aspectos principais do nariz: tamanho, forma e simetria, seja para fins estéticos ou funcionais. Com o avanço da medicina e da tecnologia, foi possível desenvolver uma nova técnica: a Rinoplastia Ultrassônica. O procedimento é feito através de um aparelho que vem revolucionando a medicina, chamado Piezo, de origem francesa. Sorocaba será a primeira cidade do interior paulista a adquirir o equipamento.

Dr. Arthur Barros, cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS) e da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), com muita experiência e intensa atividade em Rinoplastia, explica: “Estamos falando sobre um equipamento pioneiro para uso médico e inovador para cirurgias de correção de nariz. São apenas três equipamentos com autorização para uso, aqui, no Estado de São Paulo, sendo que Sorocaba será a primeira cidade do interior paulista a ter um”. Ainda segundo o médico, a expectativa é que, logo no início de dezembro, as cirurgias já sejam feitas com o Piezo.

“Em minha rotina, como cirurgião, realizo, em média, três rinoplastias por semana. Em mulheres, são realizadas cirurgias estéticas e funcionais, já em homens, casos estéticos e pós-traumáticos. Agora, os pacientes serão beneficiados pelo uso deste novo equipamento, que proporciona um pós-operatório bem menos doloroso”.

Diferenciais

A Rinoplastia evoluiu muito e se tornou um procedimento com diversas possibilidades de tratamento. Agora, com o Piezo, será possível realizar as cirurgias com precisão milimétrica de corte e modelação, por exemplo. A Rinoplastia Ultrassônica, essa realizada com o Piezo, é pouco invasiva e preserva cartilagens, mucosas e vasos sanguíneos, tornando a recuperação mais rápida e menos dolorosa. Seu uso é indicado para tratamento do osso nasal, seja diminuindo a largura da pirâmide nasal, melhorando o aspecto alargado, ou tratando a giba óssea nasal. “Essa tecnologia é tão inovadora que nos permite manter a estrutura da mucosa íntegra, dando um resultado mais estável e diminuindo a chance de irregularidades e insucesso na cirurgia”, pontua Dr. Barros.

Novas cirurgias

Para aprimorar seus conhecimentos com o uso do Piezo, Dr. Arthur fez cirurgias de Rinoplastia Ultrassônica ao lado do otorrinolaringologista, especialista em cirurgias da face e um dos pioneiros do uso do Piezo no Brasil, Dr. Lessandro Martins, nas cidades de Goiânia e Rio Verde, em Goiás. “Foi um momento para troca de experiências e conhecimentos. Ao todo, fizemos oito procedimentos com este equipamento. Para mim, é um privilégio operar ao lado deste famoso especialista dessa tecnologia, que, inclusive, desenvolveu nova técnica para remodelação do osso nasal”, finaliza.

A Rinoplastia no Brasil

O Brasil ultrapassou os Estados Unidos em procedimentos de cirurgia plástica. De acordo com um estudo publicado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (ISAPS), o País realizou quase 1,5 milhões de procedimentos cirúrgicos, o que corresponde a 9,7% do total dos procedimentos estéticos realizados no mundo, um incremento de 5% no total de procedimentos registrados nos últimos dois anos. A Rinoplastia, que é a cirurgia de reparo no nariz, por exemplo, embora ocupe a quinta posição no ranking mundial, com quase 727 mil cirurgias, é o procedimento mais realizado por aqui, com um total de 85.858 intervenções, à frente de países como Índia, Estados Unidos e Argentina, por exemplo.


11



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda