Corpo de homem que sumiu após ser atingido por cabeça d’água em cachoeira é encontrado seis dias depois em Bertioga, SP | Santos e Região

    0
    21

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    O corpo de Luis Uilon de Freitas Morgado, que estava desaparecido após ser levado por uma cabeça d’água na Cachoeira Véu da Noiva, em Bertioga, foi encontrado no fim da manhã deste sábado (27). Além dele, outras quatro pessoas morreram após serem levadas por cabeças d’água que atingiram rios e cachoeiras no litoral de São Paulo, no último domingo (27).

    O corpo foi encontrado neste sábado, por volta de 10h30, próximo a Estação de Tratamento de Água de Riviera, de acordo com os bombeiros. A família de Luis estava no local acompanhando as buscas e reconheceram o corpo, que foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Praia Grande.

    Luis estava junto com Neire Araújo Dutra, quando os dois foram levados por uma cabeça d’agua que atingiu a Cachoeira do Véu da Noiva, no domingo, próximo a trilha do elefante, às margens da rodovia Mogi-Bertioga.

    A corporação realizava buscas na região desde domingo, quando aconteceu o acidente. Na última quarta-feira (24), por volta das 10h30, o corpo de Neire foi encontrado sob as águas, nas proximidades da zona rural de Bertioga. O local que é de difícil acesso, os bombeiros tiveram que pedir ajuda ao Helicóptero Águia, da PM, para retirar o corpo do local do acidente.

    Segundo a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC/SP), a cabeça d’água é o fenômeno de aumento rápido e repentino da água em cachoeiras, rios e lagos, devido às chuvas intensas nas cabeceiras ou em trechos mais altos do curso d’água, o que representa um grande perigo.

    As pessoas devem evitar frequentar esses lugares em períodos chuvosos. A presença de folhas, o aumento do volume do som de cascata e a mudança da cor da água são alguns dos indicativos do fenômeno. Ao notar a presença de qualquer um desses sinais, deve-se sair imediatamente da água.

    VÍDEOS: G1 em 1 minuto em Santos



    Fonte