Drew Barrymore revela por que não quer fazer plásticas

0
10

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Drew Barrymore definitivamente não é contra as cirurgias plásticas, mas explicou que nunca quis fazer um procedimento assim no rosto.

“Nunca fiz nada no meu rosto e gostaria de tentar não fazer”, disse a atriz.

“O que me importa e sinto que ainda é relevante para a minha vida é o rosto. Eu me conheço. Sou uma pessoa altamente viciante. Eu tomo a primeira injeção e logo ficarei parecida com Jocelyn Wildenstein na sexta-feira”, brincou ela num bate papo com Ross Matthews, no The Drew Barrymore Show.

“Acho que sou tão rebelde que vi toda aquela pressão e vi todas aquelas mulheres se torturando para ter uma certa aparência e pensei: ‘Seus miseráveis’”, completou ela.

“Eu simplesmente nunca quis ter medo do que a vida faria comigo. Provavelmente fui a muitos extremos opostos. Agora sou entediante, segura e saudável”

Drew, que é conhecida do grande público desde a infância quando protagonizou o filme E.T – O Extraterrestre debateu sobre o tema e explicou que envelhecer é inevitável, e que as pessoas não precisam usar essa razão para se encherem de cirurgias plásticas.

“Vamos envelhecer, as coisas vão piorar e está tudo bem, faz parte da vida. Me sinto mais humana e mais vulnerável a cada ano da minha vida, mas também sei como valorizar cada ano mais e mais também.”

A atriz que também fez sucesso no filme As Panteras, de 2000, chegou a comparar as cirurgias plásticas ao vício em drogas, numa entrevista de 2019.

“Tenho uma personalidade extremamente viciante. Eu nunca usei heroína e não quero fazer uma cirurgia plástica porque sinto que ambos são caminhos muito escorregadios. Sinto que, se tentar, estarei morta muito em breve”.

Queda de cabelo

Anteriormente ela havia dito que teve alguns problemas devido ao stress como queda de cabelo ao conversar com um convidado da atração.

“Eu tive alguns segredos muito intensos ao longo da minha vida, e tiveram um efeito gigante em mim. Chegou num ponto de eu ficar no hospital fazendo vários exames de ressonância magnética. Perdi a visão, meu estômago estava distendido, tive perda de cabelo”.

“O stress é muito físico e ainda estamos tão apavorados de contar aos outros o que realmente está acontecendo, e eu sinto que o outro lado disso é ainda pior”, relatou que brincou que não sente falta de seus 20 e poucos anos chegando a alegar que a juventude é muito superestimada, e que se sente “menos estragada” agora.

DEIXE SUA OPINIÃO



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda