Estudo identifica maior mortalidade e recorrncia do cncer entre consumidores da suplementao

0
131

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.
(foto: Bru-No/pixabay)

Como seria fcil se, em vez de nos preocuparmos em ter uma alimentao saudvel e equilibrada ao longo do dia, pudssemos simplesmente ingerir plulas com todos os nutrientes necessrios ao nosso organismo.

Parece ser nisso que algumas pessoas se baseiam ao utilizar suplementao vitamnica sem necessidade e sem recomendao mdica. Contudo, tal prtica no est colaborando com uma sade melhor e, provavelmente, pode estar prejudicando.

Um estudo observacional realizado pelo Departamento de Preveno e Controle do Cncer do Comprehensive Cancer Center de Roswell Park, Buffalo, descobriu que pacientes de cncer que relataram o uso de qualquer antioxidante antes e durante o tratamento quimioterpico, incluindo vitaminas A, C e E, bem como carotenoides e coenzima Q10, tiveram 41% mais chances de apresentar recorrncia da doena.

J os pacientes que tomaram suplementos de vitamina B12, ferro e cidos graxos mega-3 tiveram um risco significativamente maior de recorrncia e morte por cncer de mama.

Apesar de este ser um estudo pequeno, os resultados reiteraram muitas outras pesquisas. Existem meta-anlises, que anlise de uma populao de vrios estudos, alguns feitos j na dcada de 90, mostrando a mesma situao: mega-doses de vitaminas e de antioxidantes administrados de forma artificial por suplementao no tm um efeito preventivo de doenas, no apresentam nenhuma influncia no tratamento, ou, o que pior, tm um efeito deletrio, interferindo negativamente na sobrevida dos pacientes de cncer. Ou seja, os pacientes acabam tendo uma sobrevida menor do que quem no faz a suplementao.

Uma das hipteses para o aumento da mortalidade entre os consumidores de antioxidantes o bloqueio do efeito da quimioterapia. De fato, uma certa quantidade de antioxidantes, vindos da alimentao, ajuda a controlar a quantidade de radicais livres no organismo, pois estes, em excesso, podem oxidar clulas saudveis, como protenas, lipdios e DNA. Mas o processo de oxidao natural e em equilbrio importante para que as clulas cancergenas sejam eliminadas tanto pela quimioterapia, quanto pelo prprio sistema imunolgico, no caso, por exemplo, de pacientes fumantes.

Ento, quando voc ingere pela suplementao uma quantidade muito maior do que a natural, voc acaba criando um bloqueio na oxidao natural e dificultando o efeito lesivo da quimioterapia na clulas tumorais, e mesmo o efeito do sistema imunolgico natural que ns temos.

Isso significa que ningum deveria fazer ingesto de suplementao? Tambm no assim. A suplementao artificial feita com cpsulas compradas uma tima alternativa para pessoas que no conseguem suprir, pela alimentao, a necessidade diria de micronutrientes. Mas, para quem no tem nenhuma deficincia alimentar, no se recomenda essa suplementao.

No h estudos que comprovem os benefcios. Pelo contrrio. Portanto, no se deve utilizar sem ter uma recomendao mdica. E, hoje, ns temos formas de identificar essas dosagens no sangue para saber se necessrio ou no.

Para finalizar, a colega endocrinologista Daniele Zaninelli compilou, em uma tabela, as principais recomendaes de um artigo publicado na revista JAMA* para uso de suplementao, a qual compartilho com o leitor a ttulo de curiosidade. Mas, lembre-se: o uso de qualquer um deles deve ser recomendado por um mdico conforme a necessidade de cada pessoa!

 

None

 

 

 



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda