Filhos cantam dentro de hospital e homenageiam mãe internada com Covid-19 há 54 dias em Santos | Santos e Região

    0
    51

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    Dois irmãos cantaram para a mãe, que está internada com Covid-19 no Hospital dos Estivadores, em Santos no litoral de São Paulo. Maria das Graças Santos Araújo, de 60 anos, está há 54 dias na unidade. A homenagem, que ocorreu neste domingo (9), emocionou pacientes e funcionários do hospital.

    Segundo a filha de Maria, a auxiliar de farmácia Mali Santos Galvez, de 34 anos, ela e o irmão, Lucas Santos Araújo, de 33 anos, moram em São Paulo (SP) e não viam a mãe desde quando ela foi internada. Maria mora em Santos com outra filha e precisou ser internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Complexo Hospitalar dos Estivadores após contrair a doença. Ela possui diabetes, pressão alta e um problema no coração.

    Maria ficou 47 dias na UTI, sendo 26 dias intubada, e está há 7 dias na enfermaria. Segundo a filha, a mãe não está mais com a Covid-19, mas trata sequelas causadas pela doença. Por isso, a família entrou em contato com Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz, que administra o hospital, a fim de combinar uma ação não só para a mãe, mas para representar todas as famílias dos pacientes.

    Três, dos quatro filhos de Maria se reuniram para cantar e distribuir bombons no Complexo Hospitalar dos Estivadores, em Santos, SP. — Foto: Divulgação/Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz

    Na tarde de domingo, quando foi celebrado o Dia das Mães, Mali e um dos irmãos, que é músico, se dirigiram ao hospital com um violão e cantaram louvores aos presentes. A outra irmã, Maiane Araújo Correa, de 36 anos, também esteve presente. A mãe deles, que não pode falar muito devido a um procedimento de traqueostomia, se emocionou com a homenagem.

    Nas imagens obtidas pelo G1, é possível ver o momento em que ela ouve os filhos cantando, e diversas outras pessoas assistindo à ação, que foi direcionada também às outras mães, tanto as pacientes como as funcionárias do hospital.

    “Ela chorou bastante, ficou muito emocionada. Ela não podia falar muito, por conta da traqueostomia. Foi difícil, mas ao mesmo tempo, cantando para outras mães, acabou sendo gratificante”, conta.

    Mali relatou que os dois ficaram muito emocionados enquanto cantavam, com a voz embargada e felizes em ver a mãe. “Fez muita falta o abraço dela. Ela está se recuperando bem, mas sentimos muita falta de poder dar um abraço e um beijo bem apertado dela. Foi realmente muito bom poder fazer isso”, disse.

    Funcionários do hospital se emocionaram e cantaram com a família durante homenagem feita pela família da paciente. — Foto: Divulgação/Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz

    Segundo ela, cantar louvores foi uma forma de agradecer à Deus pela recuperação da mãe. “O fato de ela estar viva foi um milagre, porque o jeito que ela estava era muito grave. Então, o sentimento é de gratidão. Apesar da situação, agradeço à Deus por estar podendo cuidar da minha mãe, como muitas pessoas não puderam fazer depois dessa doença”, diz.

    A ação dos músicos foi combinada previamente com a Prefeitura de Santos e o Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz, que autorizaram a homenagem e prestaram total apoio. Além da apresentação musical, a família também distribuiu bombons pela unidade de saúde.

    Agora, a família aguarda a mãe receber alta médica para poder ir para casa. “Encontrar com ela depois de quase 60 dias foi muito emocionante. O sentimento é de gratidão. Agora esperamos para levá-la para casa logo”, concluiu.

    VÍDEOS: Mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias



    Fonte