Grupo homenageia guarda-vidas morto por bombeiro no litoral de SP | Santos e Região

    0
    15

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    O crime ocorreu na noite de quinta-feira (4), no bairro Vera Cruz. A PM foi acionada após um morador ouvir um tiro. À polícia, inicialmente, o bombeiro afirmou que estava sozinho, e que achou que ia ser assaltado. Na delegacia, ele admitiu que estava acompanhado de uma mulher. Segundo depoimento, ela mantinha relacionamento com os dois. A Polícia Civil suspeita de crime passional.

    Neste domingo, parentes e amigos de Muller se reuniram na Praia de Agenor de Campos, em um píer, com pranchas de surfe e violões, para prestar uma última homenagem ao rapaz. Outros guarda-vidas também participaram do tributo.

    Muller Vanillle Alves da Silva Machado era colega de trabalho do suspeito — Foto: Reprodução/Redes Sociais

    Na faixa de areia, o grupo fez um círculo com o pai e as duas irmãs da vítima no meio, e todos fizeram uma oração. Depois, cantaram para lembrar o rapaz. Em seguida, parte dos participantes entrou no mar, formando um círculo e, novamente, orando pelo guarda-vidas.

    “Foi uma homenagem muito linda da turma dele. Tinha o pessoal das motos, porque ele era motoboy, os guarda-vidas, o pessoal da igreja. Meu irmão era muito querido, deixou um legado de aprendizado para muitas pessoas. Foi como o pastor falou, o luto é mais importante que uma festa, é nele que a gente dá valor à vida e às pessoas”, afirmou Lilian Camila dos Santos, de 33 anos, irmã de Muller.

    Lilian lembra do irmão com saudade, e afirma que a família busca por justiça. “Não queríamos estar passando por isso. Ficamos revoltados, porque foi um crime brutal. Estamos lutando por justiça”, finaliza.

    Homenagem contou com roda de orações e cantos em Mongaguá, SP — Foto: Divulgação/Adrians Mcfins

    VIDEO: G1 em 1 Minuto Santos



    Fonte