Militares encontram possíveis rastros de adolescentes sumidos há 12 dias em floresta do Amapá | Amapá

    0
    63

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    O Corpo de Bombeiros Militar (CBM) informou que uma equipe de buscas encontrou nesta segunda-feira (19) possíveis rastros de Renato Siqueira de Jesus, de 13 anos e Fabrício Oliveira Barbosa, de 14 anos, desaparecidos há 12 dias numa floresta no Norte do Amapá.

    De acordo com a corporação, os sinais foram achados em diversos pontos da região onde vem sendo feita a procura pelos adolescentes, que sumiram após saírem para apanhar açaí em área de mata na Zona Rural de Calçoene, município a 374 quilômetros de Macapá.

    Adolescentes desaparecidos chegam a 12 dias perdidos na mata em Calçoene

    A operação de resgate das forças de segurança iniciou há 10 dias. O Major Marcelo Guedes, coordenador das buscas, detalhou que os militares já realizaram varredura por via terrestre e fluvial.

    “As equipes estão fazendo a varredura necessária nas áreas norte, leste, oeste e sul, e também uma varredura por via fluvial, justamente ao epicentro do sumiço para tentar ao máximo explorar essa área próxima aonde eles foram vistos pela última vez”, disse.

    Forças de segurança e salvamento montam estratégia para encontrar garotos desaparecidos — Foto: GEA/Divulgação

    Ao todo, cinco equipes estão divididas nas buscas, entre o CBM, Guarda Florestal, Polícia Militar (PM), Polícia Civil, Unidade K9 da Polícia Civil, Companhia de Operações Especiais (COE), Exército Brasileiro, Grupamento Tático Aéreo (GTA) e voluntários.

    De acordo com familiares, os adolescentes estavam a passeio pela 1ª vez na região conhecida como Rio Verde. A área de onde sumiram fica cerca de 2,5 quilômetros distante de onde eles estavam acampados, informou o CBM.

    Buscas por adolescentes desaprecidos em Calçoene — Foto: COE-Bope/Divulgação

    Ainda segundo a família, a dupla saiu do local por volta das 9h de quinta-feira (8) para apanhar açaí. Por volta das 13h do mesmo dia, a mãe de Renato ficou preocupada quando percebeu que o filho não retornou para o almoço.

    Até o momento, foi encontrada apenas uma cadela que estava no mesmo acampamento que os adolescentes. A mãe de Fabrício disse que o animal não pertence a nenhum dos garotos.

    ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:



    Fonte