Mostarda, ketchup ou maionese? Compare os três e veja qual leva a melhor – 02/09/2020

0
65

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Não dá para imaginar um cachorro-quente ou sanduíche com hambúrguer sem complementos extras como mostarda, ketchup ou maionese. Tem gente que prefere acrescentar apenas um, mas há quem goste de incluir os três condimentos no mesmo lanche ou na batata frita. Mas, apesar de proporcionarem mais sabor, será que essas escolhas são saudáveis ou é preciso excluir esses itens de vez?

De acordo com Angélica Freitas, presidente da Apan (Associação Paulista de Nutrição), não é preciso ser tão radical. “É importante sempre reforçar que nenhum alimento é bom ou ruim. A alimentação saudável é complexa e é importante fazer combinações diversas em quantidades adequadas. Não devemos fazer restrições severas. O importante é ter bom senso e consumir com moderação. E isso vale para mostarda, ketchup e maionese”, afirma.

A seguir, destacamos as propriedades nutricionais e riscos de consumo em excesso da mostarda, do ketchup e da maionese industrializada.

Olho no rótulo, não importa o produto

Imagem: iStock

Teoricamente, os três produtos possuem bases que podem ser saudáveis. A mostarda vem das sementes de mesmo nome, misturadas com vinagre, cúrcuma e sal. Mas é muito comum que alguns fabricantes incluam itens como amido de milho, corantes, aromas artificiais, conservantes sintéticos à base de sódio e realçadores de sabor, o que altera o produto.

O mesmo acontece com o ketchup, que é feito a partir da polpa de tomate cozida, mas é acrescida de vinagre, sal, amido modificado, glúten e algum elemento picante como pimenta, por exemplo. Fora os conservantes.

Já a maionese industrializada vai além da mistura de ovo, óleo e limão ou vinagre que encontramos na receita caseira: ela recebe outros ingredientes como conservantes artificiais para garantir a estabilidade do creme, conservação e evitar o sabor de gordura.

Por isso, é muito importante ler os rótulos dos produtos e fazer escolhas mais conscientes na hora da compra. “O consumo destas preparações deve ser moderado e esporádico, pois o excesso pode trazer sérios problemas de saúde. Deve-se sempre ler os rótulos dos alimentos e optar pelo produto que possui o menor número de ingredientes em sua preparação”, diz Lara Medeiros Soares, nutricionista do Hospital do Servidor Público Estadual.

Os três possuem nutrientes interessantes

Uma mostarda com boas quantidades do ingrediente principal, por exemplo, pode ter um pouco de seus nutrientes principais: “vitaminas como A e C, além de cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, zinco, manganês”, lista Marcella Garcez, médica nutróloga e diretora da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia).

Já o ketchup herda dos tomates nutrientes como cálcio, ferro, fosforo, potássio, zinco, vitaminas E e C. Há também a presença do licopeno, que é um antioxidante que dá a coloração avermelhada aos alimentos e proporciona diversos benefícios à saúde. Estima-se que em 100 g deste molho tenha 10 mg de licopeno, enquanto o tomate apresenta 4 mg na mesma porção.

“Mas se considerarmos que o consumo do ketchup é em torno de 15 a 30 g, a quantidade proporcionalmente consumida é baixa, não justificando o consumo apenas pela presença de licopeno”, destaca Freitas, afinal, quando pensamos no tomate ou mesmo no molho de tomate caseiro, dá para consumir quantidades muito maiores. Por isso, é importante levar em consideração a totalidade de ingredientes que o compõem e não apenas um nutriente específico.

Por fim, as maioneses possuem nutrientes como gorduras, vitamina A, vitamina D, vitamina E e vitamina K, além de ômega 6, um nutriente importante e necessário ao organismo. A presença de ovo pode contribuir para o consumo de ácidos graxos essenciais e colina, que é um nutriente benéfico para o cérebro —mas a maioria das maioneses industrializadas não possuem ovos suficientes na composição para apresentarem esse nutriente.

ketchup, mostarda e maionese - iStock - iStock
Imagem: iStock

Excesso de sódio é problema

Antes de mais nada, vale ressaltar que os três condimentos industrializados são alimentos ricos em sódio, além de terem conservantes artificiais em excesso, variando de acordo com a marca.

Os riscos relacionados ao consumo de sódio em excesso são: aumento de pressão arterial, sobrecarga renal e inchaços. Em casos mais graves, o consumo excessivo pode causar, em longo prazo, problemas cardíacos, AVC (acidente vascular cerebral), envelhecimento precoce, obesidade e até câncer.

Mas é claro que isso será um reflexo da alimentação rica em sódio como um todo e não apenas do consumo desses condimentos. No entanto, também vale reforçar que esses itens são muito consumidos com lanches a base de alimentos embutidos e curados como é o caso da salsicha do cachorro-quente, a carne dos hambúrgueres, linguiças e presuntos. E esses alimentos também possuem muito sódio e conservantes artificiais.

De acordo com as especialistas consultadas, a maionese industrializada é o condimento considerado menos saudável entre os três, já que possui mais gorduras e menos nutrientes. O ketchup e a mostarda podem ser considerados mais nutritivos, sendo que a segunda ganha a disputa. A mostarda tem mais fibras e menos carboidratos, além de ser menos calórica.

E afinal, algum deles pode ser considerado mais saudável?

ketchup, mostarda e maionese - iStock - iStock
Imagem: iStock

O ideal é consumir uma colher de sopa ao dia de cada molho, no máximo. E se possível, deixar esses condimentos para ocasiões especiais como finais de semana ou comemorações, evitando o consumo diário.

Uma boa opção é preparar os três em casa para ter condimentos mais saudáveis. Essa é a melhor forma de controlar os ingredientes das receitas como sal e temperos, além de optar por alimentos mais frescos.

Há diversas receitas de mostarda, ketchup e maionese caseiras que podem ser testadas. “Porém, a desvantagem das preparações caseiras é que devem ser consumidas em pouco tempo, pois não têm conservantes e oferecem mais riscos de contaminação”, finaliza Garcez.

A seguir, confira uma comparação de uma colher (sopa) cheia de cada condimento, o que equivale a cerca de 17 g:

Calorias

  • Mostarda: 12 kcal
  • Ketchup: 25 kcal
  • Maionese: 82 kcal

Carboidratos

  • Mostarda: 1,17 g
  • Ketchup: 5,96 g
  • Maionese: 2,13 g

Proteínas

  • Mostarda: 0,75 g
  • Ketchup: 0,35 g
  • Maionese: 0,16 g

Fibras

  • Mostarda: 0,80 g
  • Ketchup: 0,06 g
  • Maionese: 0 g

Cálcio

  • Mostarda: 12,6 mg
  • Ketchup: 3,60 mg
  • Maionese: 0,94 mg

Ferro

  • Mostarda: 0,32 mg
  • Ketchup: 0,10 mg
  • Maionese: 0,03 mg

Sódio

  • Mostarda: 220 mg
  • Ketchup: 222 mg
  • Maionese: 212 mg

Magnésio

  • Mostarda: 9,60 mg
  • Ketchup: 3,80 mg
  • Maionese: 0,23 mg

Potássio

  • Mostarda: 30, 4 mg
  • Ketchup: 76,4 mg
  • Maionese: 4,34 mg

Zinco

  • Mostarda: 0,13 mg
  • Ketchup: 0,05 mg
  • Maionese: 0,02 mg

Vitamina A

  • Mostarda: 0,47 mcg
  • Ketchup: 0 mcg
  • Maionese: 2,31 mcg

Vitamina C

  • Mostarda: 0,06 mcg
  • Ketchup: 3,02 mcg
  • Maionese: 0 mcg

Referência: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos – TBCA.
Revisão técnica: Angélica Freitas.



Fonte