Nutricionista dá dicas de alimentação saudável durante quarentena

0
69

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Em tempos de pandemia, cuidar da alimentação para garantir a boa saúde e uma imunidade alta é essencial. Para isso, a nutricionista Danielle Marques dá dicas para evitar que o estresse e ansiedade durante a quarentena gerem refeições desbalanceadas. O principal aliado a este período são as folhas, legumes e um café da manhã reforçado, rico em nutrientes.  

Com a ociosidade causada pelo isolamento social, a população ficar mais tendenciosa a consumir produtos de junk food – alimentos calóricos de poucos nutrientes . Para evitar este caminho, a dica é desvincular desse tipo de refeição. “Começar o dia com um café da manhã rico em proteína, com ovos mexidos, frutas, farelo de aveia e sementes, que permite o nosso organismo manter a carga necessária até a próxima refeição”, explica.  

Evitar consumir muito carboidrato em pleno início da rotina, como pão francês, livra o corpo de pedir por mais do mesmo nutriente e suporte até a próxima refeição, de acordo com Danielle, ao afirmar que comer ‘besteiras’ no decorrer do dia pode ser proveniente de ansiedade. “Quando estamos ansiosos o organismo busca a auto recompensa com o consumo de alimentos ricos em açúcares e gorduras, que liberam a dopamina”, comenta.  

Principal aliado da quarentena, as folhas, legumes e um café da manhã reforçado e rico em nutrientes, segundo a especialista (Foto: Freepik)

Para ocupar a mente e assim evitar a ociosidade, a nutricionista indica realizar tarefas e atividades dentro de casa. “Manter a terapias de forma virtual, fazer atividade física, praticar hobbies e ler livros faz com que tenhamos menos tempo para pensar em comida”, comenta. 

Imunidade

Já em relação à imunidade, Danielle conta que o quesito tem a ver com hábitos. Alguns alimentos auxiliam no aumento, mas não impedem de contrair vírus. Tomar 40 ml de água por quilo, consumir frutas cítricas, como laranja, morango, carambola e legumes de formas coloridos são ótimas opções para reforçar a imunidade”, indica. A nutricionista ressalta que o momento não é de emagrecer, e sim de focar na saúde. 

Além dos alimentos citados, consumir de duas a três unidades de castanha do Pará e uma colher de sopa de semente de abóbora, de três a quatro vezes por semana, intercalando com outras castanhastambém é uma importante ajuda para o sistema imunológico. “Tudo isso aliado com refeições de ‘comida de verdade’ garantem uma boa saúde”, diz. 

Quantidade

Sobre a quantidade de refeições feitas durante o dia, Danielle conta que não é um número específico. “Por estarmos em quarentena, o corpo não consome tantas calorias, então devemos avaliar, se refeições entre o café da manhã, almoço e jantar são realmente necessárias para cada organismo”, diz. Pratos compostos por pelo menos 50% de folhas e legumes, 25% de carboidrato, como o arroz e feijão e proteína animal é o ideal, segundo a especialista. 

Os cuidados com comidas por delivery também são essenciais. A nutricionista explica que não  a higienização do prato, ao recebê-lo em casa, é importante, como a escolha do cardápio no aplicativo. “Apesar de precisarmos dar preferência a comidas feitas em casa, os pedidos por delivery devem ser selecionados com cuidado.  recomendação é preferir alimentos de composição natural, sem empanar e sem muitos molhos”, ressalta.

Para quem já contraiu o novo coronavírus, a dica é investir ainda mais nos alimentos citados. Caso apresente dificuldade em digerir proteína animal, um dos sintomas apresentados por pacientes do Covid-19, substituir por opções como grão de bico, feijão, ervilha e lentilha é uma opção indicada pela nutricionista. 

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda