O duelo Perfeição e Estagnação

0
130

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

E o grande problema de esperar algo estar perfeito para ser colocado em prática é que isso estagna muitas pessoas, que acabam vendo outras pessoas, muitas vezes menos qualificadas, executando e colocando em prática enquanto a busca pela perfeição acaba as deixando para trás, o famoso ‘perder o timing‘.

Imagine no mundo empresarial, quando o empresário é o que domina tudo. Na maioria das vezes, o líder perfeccionista não confia que outra pessoa possa desempenhar determinada atividade como ele gostaria e tem dificuldades para delegar.

Essa situação lhe impede de preparar alguém que possa ser tão bom quanto ele ou ainda melhor.

Geralmente, o empresário vem com aquele velho discurso: ‘o olho do dono é que engorda o gado’, expressão um pouco ultrapassada, mas importante para exemplificar que o líder ou empresário transmite para os outros que não acredita na sua equipe, em especial nos  pequenos negócios, onde o empresário é responsável por quase tudo na empresa – administrar, executar e pensar nas estratégias.

O fato de não delegar o torna sobrecarregado nas atividades, nunca tem tempo, está sempre correndo e com prazos e coisas para fazer.

Será que vale a pena pagar esse preço? Será que vale a pena deixar de executar atividades simplesmente porque foi impossível realizar nas 24 horas do dia?

Para melhorar a qualidade de vida dessas pessoas, com o objetivo de terem mais tempo para outras atividades ou até mesmo de identificarem atividades mais focadas dentro da empresa, que lhe tragam resultado efetivo, as sugestões são:

  • Listar as atividades mais importantes a serem realizadas;
  • Escolher uma dessas atividades e começar a praticar o exercício da delegação para uma pessoa escolhida;
  • Treinar a pessoa escolhida para entender como tudo funciona, qual é o seu nível de exigência e qualidade, enfim, clarear exatamente o que se espera como resultado de determinada atividade.

É uma questão de preparação, pois quando não delegamos, deixamos claro para o outro que não confiamos nele, e isso torna um ciclo de falta de comprometimento das pessoas da sua equipe.

E essa situação não acontece só no mundo das empresas, se repete também no lar. A grande queixa é que muitos filhos cresceram ‘acomodados’, justamente por terem sempre alguém para fazer por eles, mesmo em pequenas atividades do lar, já que o nível de exigência dos pais é muito alto.

Portanto, é possível sim, engajar pessoas para fazerem as coisas da forma como gostaríamos, e até melhores que nós mesmos. É preciso ter a pessoa adequada e treinada com clareza, isso dá um pouco de trabalho, mas se você quer prosperar e ter qualidade e tempo para pensar estrategicamente na sua empresa, não há outra saída.

A metodologia do Coaching ajuda nestas questões e faz você avaliar se o caminho a seguir, realmente está certo, se a sua escolha é a mais adequada, proporcionando um olhar em outro ângulo para as situações.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda