Obesos devem reforçar os cuidados com a alimentação e exercícios na pandemia

0
27

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Foto: Reprodução

image

Mesmo com a chegada da Coronavac, vacina contra a Covid-19, algumas pessoas sentem na balança os efeitos da pandemia. O isolamento social alterou a rotina de alimentação, e de exercício, o que resultou no aumento do sedentarismo e maior procura por produtos não perecíveis, como alimentos industrializados, em detrimento de frutas, verduras e legumes.

A nutricionista Carol Galdino afirma que o sedentarismo é a causa de várias doenças vasculares, cardiológicas e psíquicas.

“O risco do obeso sofrer com diabetes e hipertensão aumenta. Quando alinhamos a alimentação saudável com a rotina de exercícios, temos mais longevidade. Sem atividades físicas, a pessoa não libera endorfina, o que pode ser prejudicial para a saúde mental”, afirma.

Durante a pandemia, a profissional realizou um programa de emagrecimento que uniu métodos para alinhar a saúde corporal e o equilíbrio mental.

“As pessoas quando estão desesperadas para perder peso, buscam na internet dietas malucas que não são saudáveis. O programa é baseado na individualidade nutricional de cada pessoa, ele vem composto por consulta, avaliação física e clínica. E o diferencial é o acompanhamento diário por 30 dias com nutricionista via whatsapp, e também enviamos uma sugestão de cardápio. Além dos vídeos, aulas com mensagens motivacionais e lives semanais para o grupo participante”, ressalta Galdino.

O programa conta com bônus de vídeos aulas com atividades físicas para realizar em casa, e mais e-book com receitas.
Depois de um longo período em isolamento social, a representante comercial, Graciele Aparecida Rodrigues de Lima, de 38 anos, engordou 4 kilos.

“Em busca do emagrecimento, conheci a Carol Galdino por meio do Instagran, então comecei o tratamento, e consegui todo o apoio que precisava, porque sozinha não tinha forças. E consegui reduzir 5 kilos, um a mais do que eu precisava. Parece pouco mas faz uma grande diferença para nossa saúde mental estar bem com você mesma”, relata Graciele.

Aos 45 anos, Auxiliadora Campos pesava 80 quilos, a autônoma sentia dores no corpo todo pelo sobrepeso, e chegou a realizar tratamento para curar esporão no calcanhar, até que o ortopedista recomendou que ela emagrecesse.

“Foi então que conheci a Carol Galdino. Ela me apresentou um cardápio, segundo as minhas necessidades diárias e me orientava em tudo. Tive um resultado maravilhoso, em quatro meses eliminei uns 16 quilos, seguindo uma boa reeducação alimentar e os exercícios físicos. Minha vida mudou completamente, as dores que eu sentia, desapareceram, sou uma nova mulher”, conta Auxiliadora.
Ela complementa que o mais importante na fase do emagrecimento é convencer a própria mente da mudança, e depois só curtir os resultados.

Quem tiver interesse em conhecer mais sobre o programa, acesse o site

https://www.carolgaldino.com.br/programa. O telefone para contato é (65) 99256-9959.



Fonte