Ouro Preto decreta toque de recolher por causa da ocupação hospitalar e aumento de casos de Covid-19 | Minas Gerais

    0
    16

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    A cidade histórica de Ouro Preto, na Região Central de Minas Gerais, decretou, nesta sexta-feira (5), toque de recolher e outras medidas mais restritivas para frear o avanço do coronavírus na cidade.

    As determinações passam a valer a partir da próxima segunda-feira (8) por um período de 15 dias, prorrogáveis por mais 15, dependendo da situação da pandemia.

    De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), 100% dos leitos de terapia intensiva e de enfermaria estão ocupados com pacientes da doença. O município atende moradores também de Mariana e Itabirito, que são cidades vizinhas. Ainda segundo a SES-MG, até agora, Ouro Preto tem 2.780 casos de Covid-19 confirmados e 52 mortes.

    O toque de recolher, com restrição da circulação, é válido de 20h às 5h, de segunda a sexta e aos finais de semana, entre 17h e 5h. A exceção é apenas para trabalhadores da saúde, trabalhadores de serviços essenciais e pessoas em situação de urgência e emergência.

    No período em que ocorrer o toque de recolher, somente serviços essenciais estão autorizados a funcionar, com limite de 50% da capacidade.

    A entrega de alimentos e outros produtos está autorizada, exceto para bebidas alcoólicas, depois do horário, que é entre 17h e 5h.

    Hotéis, pousadas e academias poderão funcionar, respeitando o limite de 30% da capacidade.

    Os salões de beleza, barbearias, clínicas de estética e semelhantes poderão funcionar apenas mediante agendamento, com permanência apenas dos clientes em atendimento no interior do estabelecimento.

    Segundo a prefeitura, o município aderiu ao programa de flexibilização econômica do governo estadual, Minas Consciente, e está na fase vermelha, mas adotou medidas mais rígidas, previstas pela recém-criada “onda roxa”, para evitar o colapso do sistema e saúde.

    Vídeos mais assistidos no G1 Minas nos últimos 7 dias:



    Fonte