Parceria vai levar refeições saudáveis a moradores de rua de Curitiba

0
43

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Da Redação

Os chefs Geovana Helena do Amaral, Leonardo Gonçalves de Moraes, Pedro Cianci (coordenador da Gastromotiva em Curitiba) e Adriano de Almeida, todos integrantes do Cozinha Solidária (da esquerda para a direita). (Fotos: Joel Rocha/Divulgação)

Três mil refeições saudáveis começaram a ser servidas nesta quinta-feira (2) a moradores de rua de Curitiba, no almoço. A ação, chamada Comida Que Faz Bem, é organizada pelo programa Alimentação Consciente Brasil (ACB) em parceria com a ONG Gastromotiva e apoio do programa municipal Mesa Solidária, da prefeitura. Os alimentos serão distribuídos pelos próximos 30 dias.

Os cardápios terão cinco receitas: espaguete integral com molho bolonhesa de lentilha e salada; feijoada, arroz integral, couve refogada com alho, farofa de banana e vinagrete; estrogonofe de grão-de-bico com creme de leite de inhame, arroz integral e batata assada com alecrim; proteína de soja de panela, arroz integral, feijão-preto e salada; polenta com molho de lentilha e salada.

As refeições começaram a ser servidas nesta quinta-feira a moradores de rua de Curitiba, no almoço. (Fotos: Joel Rocha/Divulgação)

O ACB será responsável por oferecer os recursos para a compra de insumos e a consultoria para a elaboração de receitas à base de vegetais. A Gastromotiva, por meio de seu projeto Cozinhas Solidárias, fará a compra dos insumos e a produção das refeições, que serão distribuídas nos espaços do programa Mesa Solidária na cidade. A distribuição será feita ao longo do mês de setembro.

“Nosso objetivo é encorajar instituições do poder público e indivíduos a ter uma alimentação saudável, aumentando o consumo de alimentos de origem vegetal, como frutas, legumes, verduras e grãos”, explica Alice Martins, gerente de Políticas Alimentares do Alimentação Consciente Brasil.

Os alimentos são preparados e servidos por integrantes de instituições religiosas, organizações não-governamentais e movimentos de apoio às pessoas de rua. (Fotos: Joel Rocha/Divulgação)

O programa Mesa Solidária é uma ação conjunta de vários órgãos do município, como a Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), a Fundação de Ação Social (FAS) e a Secretaria Municipal de Defesa Social, que cedem espaços públicos e apoio logístico para instituições religiosas, organizações não-governamentais e movimentos de apoio às pessoas de rua, que adquirem, preparam e servem os alimentos.

“É uma alegria ver que cada vez mais os resultados sociais e alimentares promovidos pelo Mesa Solidária ser reconhecidos por importantes instituições, que se somam ao projeto com o intuito de viabilizar o acesso e proporcionar dignidade e consumo de alimentos saudáveis para as pessoas em situação de rua”, afirma o secretário municipal de Segurança Alimentar e Nutrição de Curitiba, Luiz Dâmaso Gusi.

Atuação nacional

O projeto Comida Que Faz Bem, que nasceu em 2020 durante o fechamento das atividades por causa da pandemia, faz parte do programa Alimentação Consciente Brasil, da Mercy For Animals. No ano passado, o projeto ofereceu, em parceria com a organização Redes da Maré, cerca de três mil refeições à base de vegetais no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro.

O programa Alimentação Consciente Brasil, criado pela Mercy For Animals (MFA) no Brasil, em 2016, tem como principal objetivo substituir pelo menos 20% de ingredientes de origem animal por opções vegetais em instituições públicas que servem refeições em larga escala, como escolas, universidades, centros de assistência social e restaurantes populares em todo o país. Fundada há mais de 20 anos nos Estados Unidos e presente no Brasil desde 2015, a Mercy For Animals é uma das principais organizações sem fins lucrativos do mundo dedicada a combater a exploração de animais para consumo, especialmente em fazendas industriais e na indústria da pesca.

LEIA TAMBÉM:

Até 2021, ano em que o programa completou cinco anos de existência, mais de 15 milhões de refeições à base de vegetais foram servidas em cerca de 500 instituições parceiras, preparadas por mais de 900 profissionais de cozinha de redes municipais de educação e assistência social treinadas pelo ACB. Foram realizadas parcerias com municípios como Belo Horizonte (MG), Cuiabá (MT), Sinop (MT), São Gonçalo (RJ), Niterói (RJ), Campos dos Goytacazes (RJ) e com o Instituto Federal do Sul de Minas (MG).

Siga-nos no Instagram para ficar sempre por dentro das notícias:



Fonte