Pessoas enfrentam longas filas para se vacinarem contra Covid em Campo Grande: ‘Está uma loucura’; VÍDEO | Mato Grosso do Sul

    0
    58

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    A tarde desta sexta-feira (9) foi marcada por extensas filas nos pontos de vacinação contra Covid-19 em Campo Grande. Moradores da capital, indignados com a demora, alegaram ter ficado mais de três horas esperando para receberem a segunda parcela dos imunizantes. Os registros foram feitos em vídeos por diversas pessoas da capital, que enviaram ao G1. Veja os vídeos abaixo:

    Moradores registram filas extensas em pontos de vacinação contra Covid em Campo Grande

    Na tarde desta sexta-feira (9), a Prefeitura de Campo Grande atendeu três públicos, pessoas com 61 anos nascidos entre janeiro e julho e aqueles moradores que tomaram a primeira parcela da CoronaVac entre os dias 19 e 22 de março e as pessoas com a aplicação da segunda dose agendadas de 9 a 22 de abril.

    A imunização em primeira dose foi exclusiva em apenas quatro pontos de Campo Grande nesta sexta (9), diferente de outros dias em que as pessoas podiam recorrer à mais de 50 Unidades de Saúde.

    Elizabeth Nogueira, de 67 anos, afirmou em vídeo que a situação nos pontos de vacinação presenciados por ela “uma loucura”. De acordo com a aposentada, ela esperou por quase 3 horas para receber a segunda parcela do imunizante.

    Moradores registram filas extensas em pontos de vacinação contra Covid-19 em Campo Grande — Foto: Redes sociais

    “O negócio não é nem a fila, mas sim a aglomeração. Fiquei quase três horas esperando. Nós somos idosos, primeiro estávamos no sol quente, e depois que mandaram ir para dentro. É um descaso!”, disse Elizabeth.

    Por meio de nota, a secretaria municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande, informou que a estimativa era atender 9 mil pessoas nesta sexta-feira (9). “O movimento já era esperado em razão da inserção de um novo público, além da continuidade da antecipação da segunda dose”, o órgão disse em nota.

    “Os pontos de imunização foram orientados a fazer a distribuição de fichas para organizar a imunização e também informar os pacientes sobre a limitação em relação à quantidade de doses disponíveis. Todos os pontos de imunização receberam doses suficientes para atender o público estimado pertencentes à sua área de abrangência”, esclareceu a Sesau sobre os questionamentos do G1.

    A Sesau pediu para que as pessoas que forem se imunizar, a fim de promover agilidade ao processo, preencham um formulário prévio, através deste link.

    Veja vídeos de Mato Grosso do Sul:



    Fonte