“Pratique, ninguém nasce ensinado/a. Se errou, peça desculpa”. O manual da DGS para as famílias lidarem com o isolamento social

0
70

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Podem ser um casal sem filhos, pode haver mais bocas para alimentar do que quartos para dormir e pode ser um pai, ou mãe, sozinho com crianças a seu cuidado. Há muitos e vários tipos de família e, de momento, o que têm em comum é o facto de terem que lidar com a pandemia de covid-19 – e, por arrasto, com as medidas do estado de emergência que vigora em Portugal para a conter.

Pensando nas famílias, a Direção-Geral da Saúde (DGS) publicou, esta quinta-feira, um manual com recomendações, conselhos e breves explicações, que, apesar de não o frisar no título, é sobretudo destinado a quem tem filhos, crianças e jovens em casa.

O manual aplica-se às formas de lidar com a vida em família, meio no qual se deve “mostrar sensibilidade para com o estado emocional do outro”; com as emoções, porque “as crianças sentem-se confortadas se puderem comunicar os seus sentimentos”; ou com o stress, área em que é sugerido que se “explique que há um limite de tempo para este isolamento – a noção de início e de fim transmite confiança e esperança”.

Seguem-se conselhos sobre a separação, a ansiedade, as rotinas e a segurança online, que são concluídos com nove dicas para lidar com o isolamento. É sugerido que se deve aproveitar para ler mais, atentar a uma alimentação saudável, aprender a reconhecer sentimentos e procurar ser tolerante, por exemplo.

E o resumo da matéria dada é o seguinte: “Em tempos de isolamento a proximidade pode ser positiva. Reforce os laços e construa memórias que valham a pena recordar”.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda