Quais são os cuidados necessários com a pele durante o verão?

0
90

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

O verão começou nesta segunda-feira (21) e segue até 20 de março. Isso significa que os cuidados com a pele devem ser redobrados, devido aos riscos causados pelos raios solares.

Mas este verão carrega também o contexto do coronavírus. Em outros períodos dessa época, as pessoas costumam sair mais de suas casas e fazer mais atividades ao ar livre. Porém, vale reforçar os protocolos para evitar locais com aglomeração, como as praias. Até o momento, a pandemia segue em alta no Brasil

:: Quem já pegou covid-19 deve seguir usando máscara e álcool gel? ::

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), recomenda-se que o filtro solar seja utilizado diariamente, mesmo que não haja intensa exposição ao sol. Quanto ao fator de proteção solar, o recomendado é que seja superior a 30 tanto para atividades diárias quanto de longa exposição solar.

Uso do filtro 

É necessário passar o filtro solar 30 minutos antes da exposição para que a pele possa absorver o produto, além de distribuí-lo uniformemente por todas as partes do corpo, com maior atenção às cicatrizes, sendo reaplicado a cada duas horas pelo menos. 

Para as crianças, a SBD recomenda buscar orientação médica para saber quais são os melhores cuidados para cada criança. Mas uma recomendação geral é que se use os filtros físicos, como roupas e chapéus. O filtro só pode ser utilizado a partir dos seis meses de idade.

:: Radinho BdF embarca pelo sistema solar ::

Além do filtro solar, é importante utilizar chapéus e roupas de algodão, pois bloqueiam grande parte da radiação UV; enquanto tecidos sintéticos bloqueiam apenas 30%. Também é necessário utilizar óculos de sol, que ajudam a bloquear os riscos de catarata e outras lesões. Outra recomendação é evitar a exposição solar entre às 9h e 15h, sem o horário de verão. 

Outros cuidados

Por fim, devem ser incluídos hábitos diários na rotina, como a ingestão redobrada de líquidos e a aplicação de hidratantes na pele, mantendo a hidratação por dentro e por fora.

:: Desmatamento explica o novembro mais quente desde a década de 1980 ::

Também existem alguns alimentos que ajudam a prevenir os riscos causados pela exposição solar, como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, uma vez que possuem carotenoides, cuja ação é antioxidante. Além desses alimentos, recomenda-se manter uma alimentação saudável, com alto teor de fibras e água e baixa quantidade de carboidratos.

Riscos causados pela exposição solar

A exposição solar sem os devidos cuidados aumentam os riscos de doenças de pele. Além do câncer de pele, o mais frequente no Brasil e no mundo, também existem os riscos de micoses causadas por fungos que, com calor, umidade e baixa imunidade, encontram o ambiente perfeito para se proliferarem. Também é possível aparecerem as brotoejas: pequenas bolinhas avermelhadas que provocam coceira ou pequenas bolhas transparentes com pouca coceira.

:: Programa Bem Viver destaca cuidados para evitar irritação devido ao uso da máscara ::

As manchas que aparecem em decorrência da prolongada exposição ao sol geralmente são escuras, variando entre marrom e castanho e geralmente aparecem em áreas da pele que foram expostas demasiadamente aos raios solares. 

De toda maneira, a melhor forma de evitar as manchas, o câncer de pele e outros riscos é a proteção, com os filtros solares, roupas, alimentação saudável, hidratação e moderação. E não se esqueça: sem aglomerações neste verão.

Edição: Daniel Lamir



Fonte