Quarentena e ansiedade agravam transtornos alimentares

0
48

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Com a pandemia, muitas pessoas têm ficado todo o tempo em casa e buscado na comida um alívio para este momento de insegurança, ansiedade e medo. A alimentação de boa parte, no entanto, não tem sido a mais saudável. Salgadinhos, chocolates, frituras e outras guloseimas entraram com força na rotina.

Adriana Presente, nutricionista da rede Clínica da Cidade, referência e pioneira em medicina acessível,  dá algumas dicas para equilibrar a alimentação e encarar a quarentena com mais saúde.

Fast food: Caso sinta vontade de comer um lanche rápido, sempre tenha equilíbrio, sem excessos ou exageros. Você pode fazer da seguinte forma: escolha até dois dias da semana e horários para pedir o fast food. Lembrando que, nos outros horários de refeições, deve ser mantida uma alimentação equilibrada e saudável.

Doces: Vale a mesma dica dos fast foods, porém, neste caso, você escolhe um dia na semana para comer doce e, quando consumi-lo, coma devagar sentindo todo o sabor que ele tem. Sendo assim, você não comerá em excesso e terá equilíbrio. Outra dica, caso você sinta a necessidade de comer doce todos os dias, é usar o chocolate da seguinte forma: pegue três “quadradinhos” da barra de chocolate, coloque na boca e espere derreter, igual a uma bala, assim o nosso cérebro entende que aquela quantidade de doce já é a suficiente, levando à sensação de saciedade.

Alimentos que auxiliam no bom humor: como esse isolamento é um fato inédito na história do mundo, muitas pessoas têm alternância de humor e, por vezes, ficam tristes. A alimentação auxilia bastante na melhora do humor nesse período. É importante ingerir alimentos ricos em nutrientes como o triptofano, cálcio, vitamina C e selênio, que atuam na produção de serotonina (hormônio da felicidade) em nosso cérebro e ajudam a controlar o nervosismo e a irritabilidade. Esses nutrientes estão presentes em alimentos como frutas (banana, melancia, abacate, laranja, limão, mamão, maçã), leite, iogurte, castanhas em geral, mel, carnes magras, peixes, aveia e vegetais verde-escuros.

Alimentos para manter a disposição: A alimentação saudável influencia muito nesse aspecto. Existem diversos alimentos que ajudam a dar mais disposição para o dia a dia, entre eles o açaí, a água de coco, a banana, o pó de guaraná (em cápsulas), a maca peruana (em cápsulas ou em pó), o chá verde, castanhas em geral, mel, aveia e chocolate amargo (50%, 60%, 70% ou 100%). Pessoas com problemas renais, entretanto, não devem ingerir água de coco, e hipertensas não devem tomar chá verde.

Exercite-se em casa: não fique parado nesse período. Alguns exercícios podem ser feitos dentro de casa e promovem os mesmos resultados das atividades na academia. Por exemplo: dançar o ritmo que você gosta e que queime bastante calorias; agachamento; abdominal; pular corda; e bambolê (caso tenha). Procure exercitar bem o corpo para se manter mais saudável. Ele nunca pode ficar parado.

Hidratação é fundamental: beber água é essencial para manter nosso corpo bem saudável. Além dela, há outros líquidos ricos em nutrientes vitais para o funcionamento do nosso organismo e que podem ser consumidos diariamente, como água de coco, suco de frutas natural ou da polpa da fruta e suco 100% integral (garrafa). No caso dos sucos integrais, é importante verificar no rótulo se são mesmo 100% integrais.

Sono em dia: o sono repõe as energias do nosso corpo e renova as células para seu bom funcionamento. Por isso, é importante ter uma boa noite de sono para que o corpo se renove. O padrão recomendado para adultos e idosos é de 8 horas de sono por dia. No caso de bebês, crianças acima de três anos e adolescentes, o recomendado é em torno de 10 a 14 horas por dia, pois estão em fase de crescimento e o sono é um dos mecanismos fundamentais para esse processo.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda