Silicone não atrapalha a amamentação

0
49

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

(Foto: Divulgação)

Um questionamento comum entre as mulheres é se a prótese de silicone pode atrapalhar a amamentação. De acordo com o cirurgião plástico Adriano Batistuta, se colocadas atrás das glândulas mamárias, elas não interferem em nada na amamentação.

Porém, segundo ele, o que interfere na produção de leite é a cirurgia de redução das mamas.

“Nessa cirurgia, também são retiradas glândulas mamárias, podendo interferir na produção de leite após a gestação”, disse.

O médico recomenda que, antes de se submeter à cirurgia para implante de prótese, deve-se conversar com o especialista para saber qual a técnica que será utilizada.

A ginecologista, obstetra e sexóloga Lorena Baldotto afirma que é importante essa informação, pois o aleitamento materno traz benefícios para mãe e bebê.

“Para a mãe, ao amamentar, diminui o risco de hemorragias e anemia no pós-parto, de ter diabetes, câncer de mama e de ovário, doenças cardiovasculares e artrite”.

Campanha pelo aleitamento materno

Nos primeiros meses de vida, o aleitamento materno é a melhor fonte de alimento para um bebê, segundo especialistas.

Mas, uma pesquisa feita pelo Ministério da Saúde mostra que menos da metade das crianças brasileiras menores de seis meses de vida (45,7%) foram amamentadas exclusivamente com leite materno. Para enfrentar a situação, mulheres entram em campanha, “Agosto Dourado”, pelo aleitamento materno e buscam conscientizar a população.

Samyra, mãe de Maitê, de 4 meses, defende a amamentação (Foto: Dayana Souza/AT)

Samyra, mãe de Maitê, de 4 meses, defende a amamentação (Foto: Dayana Souza/AT)

Favorável à amamentação exclusiva, a analista de Recursos Humanos Samyra Pimenta, 33, mãe de Maitê, de 4 meses, é uma das que apoiam que o desmame aconteça de forma natural.

“Pretendo amamentá-la até quando ela quiser. No começo, foi difícil e eu sofri muito, mas nunca pensei em desistir. Tive o apoio do meu marido, que acreditou que conseguiria. Mês que vem, volto a trabalhar, mas moro perto e vou em casa alimentá-la”.

A ginecologista e obstetra Anna Bimbato destacou que o leite materno exclusivo, até os 6 meses, evita que a criança fique acima do peso. “Outra questão é que o bebê nasce com a imunidade frágil, e a primeira vacina que ele toma é por meio do leite da mãe”.

A nutricionista materno-infantil Ana Mazzini ressaltou que a amamentação previne a mortalidade infantil.

“O aleitamento tem efeito protetor contra infecções gastrointestinais e respiratórias, além de reduzir certas doenças crônicas, como diabetes, autoimunes e celíacas”.

 



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda