Solo ‘solto’ e altitude favorecem cultura da cenoura em Marilândia do Sul | Caminhos do Campo

    0
    57

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    A quase 900 metros do nível do mar e com um solo propício para a cultura de raízes, Marilândia do Sul, no norte do Paraná, se tornou a maior produtora de cenoura do estado.

    São cerca de 300 famílias que vivem da produção do vegetal, que ocupa 3,2 mil hectares de área plantada na região, que produzem cerca de 120 mil toneladas de cenoura anualmente.

    “O solo de Marilândia e a questão da altitude são fatores muito bons para a cultura da cenoura. É um solo mais solto, que não vai ter uma compactação que vá atrapalhar o desenvolvimento da raiz. E tem a questão de altitude, aqui estamos a 900 metros”, conta o engenheiro agrônomo Jean Carlos Gonçalves Ferreira.

    A cidade é responsável por 40% de toda a produção de cenouras do estado.

    Cenoura — Foto: Reprodução/RPC

    Com registro de seca em dezembro, que é o período do plantio do produto, a colheita da raiz está abaixo da expectativa dos produtores neste ano.

    A falta de chuvas prejudicou a fase inicial de crescimento dos vegetais, causando uma perda de 40% da produção.

    Sem a porção de chuvas ideal, as raízes passaram pelo processo chamado de tombamento.

    “É um encharcamento no hipocotilo da cenoura. Ali fica suscetível a fungos”, afirmou o engenheiro agrônomo Jean Carlos Gonçalves Ferreira.

    Isso faz com que a cenoura fique mais fina e leve, o que prejudica a comercialização do produto.

    VÍDEOS: Caminhos do Campo



    Fonte